Alguns fatos históricos sobre a Catedral de Notre-Dame

Catedral de Norte-Dame, Île de Cité, Paris.

    Na tarde desta segunda-feira (15), a catedral mais famosa do mundo sofreu um incêndio que danificou parte de sua arquitetura conceituada pelo seu pioneirismo no estilo gótico-medieval.
    O Monumento que fica em Île de Cité, em Paris, é o mais visitado da Europa, recebendo em média 13 milhões de visitantes anualmente, o dobro do que Brasil recebeu no último ano . 
    O templo é um importante sítio político e guarda passagens marcantes na história da França. 

Eis alguns fatos históricos sobre a Catedral de Notre Dame :


Um Inglês Reinando na França - Em 1431, O Rei Henrique VI da Inglaterra, de acordo com o Tratado de Troyes assinado por seu pai, o Rei Henrique V da Inglaterra e pelo Rei Carlos VI da França durante a "Guerra dos Cem Anos", foi nomeado também Rei da França dentro da Catedral.

O Império de um Pequeno Notável - Já em 1804, o então Cônsul da República Francesa e conhecido por sua bravura à frente do exército Francês como Tenente e posteriormente General durante a Revolução Francesa, Napoleão Bonaparte foi coroado Imperador da França nas instalações da célebre Igreja.


Da Literatura Clássica à Cultura Pop - Em 1831, o escritor e dramaturgo francês Vitor Hugo publicou seu maior sucesso inspirado na Catedral.
O romance, originalmente entitulado "Notre-Dame de Paris" foi, segundo o artista, escrito para conscientizar a população francesa da época da necessidade em conservar a Catedral. A figura do Quasímodo, popularmente conhecido como o "Corcunda de Notre-Dame", ganhou protagonismo após sua obra ser traduzida para a língua inglesa em 1833.



A Santificação de uma Guerreira - em 1909, Joana D'Arc, heroína francesa por ter libertado a cidade de Orleãs do domínio Inglês na "Guerra dos Cem Anos", foi beatificada na Catedral pelo Papa Pio X cinco séculos depois de ter sido queimada na fogueira pelo Bispo Pierre Cauchon sob acusações de heresia.

Enviar um comentário

0 Comentários