Precisamos falar sobre Depressão Parte I


Photo by Pexels
Sei que o título é um pouco clichê, mas não encontrei outro que expressasse de uma forma tão assertiva o intuito do que vou escrever agora e por um bom tempo.
Semana passada recebemos como trabalho de curso, elaborar uma reportagem sobre um tema da nossa escolha, em que seria avaliado a pauta, entrevistas e a matéria pronta em si, decidi então falar sobre a Depressão e é sobre esse tema que gostaria de iniciar minhas postagens no blog, mas primeiramente deixa eu contar um pouco sobre a minha experiência com a depressão. 
No meio do ano retrasado eu fui diagnosticado com Transtorno de Ansiedade e Síndrome do Pânico após seguidas crises que me levaram até a emergência com taquicardia e pressão alta. Senti meu mundo virar do avesso, logo eu que sempre fui uma pessoa extrovertida, que gostava de ser o centro das atenções, me encontrei em um momento de profunda tristeza com a vida, medo do futuro e frustrado com as pessoas. Hoje eu percebo que esse transtorno se potencializou até chegar ao ponto de explodir após uma série de fatores que acredito que muitos de nós acabamos nos expondo durante nosso crescimento, mas que não sabemos lidar. Apesar de eu sempre usar o humor como uma forma de produzir alegria, eu guardava muita mágoa e frustração com pessoas que eu amava e até comigo mesmo. Enfim, certa noite eu decidi perder a vergonha e falar abertamente sobre o que eu estava sentindo, uma crise existencial agonizante, tinha perdido a minha fé em Deus, algo que foi também uma experiência sobrenatural em uma época da minha vida, mas foi se desgastando com os dias e as situações corriqueiras depois te ter largado minha Igreja, por decepções também, mas isso é outra história... Então, nesse dia eu resolvi postar no mural do meu facebook e recebi muitas mensagens de carinho de diversas pessoas, me senti confortado e percebi que muitos outros amigos e conhecidos também passavam o mesmo e me animei em procurar uma ajuda profissional. 

Photo by Helena Lopes from Pexels


Bom, caros leitores, quis escrever toda essa introdução para que saibam que eu também sou um dos 300 milhões de pessoas espalhadas pelo mundo que vem lutando contra essa doença, hoje posso dizer que estou muito melhor, faço tratamento psiquiátrico e com remédios, no meu caso os remédios são bem leves e meu quadro vem melhorando a cada dia; e além disso, novamente tive uma experiência sobrenatural com Deus, que me fez preencher o vazio que sentia na alma, sei que é algo pessoal e não vou usar esse espaço para fazer proselitismo religioso, mas tudo que acontece em minha vida, a minha fé e meus princípios como Cristão certamente estarão presentes. Dito isto, gostaria de apresentar o início de uma série de reportagens, matérias e informativos acerca de transtornos psicossomáticos para colegas que sofrem das mesmas situações, para demais leitores que não entendem o que é e como lidar com pessoas com esses transtornos e que talvez possamos identificar esses gatilhos afim de evitar ao máximo que esses quadros, tão sucetíveis a qualquer pessoa, possa se expandir, como vem se expandindo por justamente uma fraca disseminação de informações sobre o assunto. 

Essa é a Série "Precisamos falar sobre Depressão"

*Link para a postagem com o meu trabalho da faculdade : 
https://www.verdadesejadita.com/2019/04/especial-precisamos-falar-sobre.html

Enviar um comentário

0 Comentários