Crise fiscal e produtividade estagnada são responsáveis por queda no PIB, diz Secretaria de Política Econômica

         Nesta terça-feira (30), o IBGE divulgou o crescimento do produto interno bruto brasileiro do primeiro trimestre de 2019.
Segundo a pesquisa feita pelo Instituto, o índice do PIB registrou -0,2%, em relação ao quarto trimestre de 2018, e de 0,5%, com relação ao primeiro trimestre de 2018. 

Os motivo seriam o clima de incerteza do econômica e políticas equivocadas na última década no país. A Secretaria entende que o quadro fiscal deteriorado e baixa produtividade são desafios a serem superados.

"O problema de misallocation (má alocação de recursos), promovido por políticas de estímulos a setores específicos, e a deterioração das contas públicas resultaram no aumento da incerteza econômica, na queda da produtividade e dos investimentos e no aumento do desemprego na presente década. O quadro atual ainda é resultado desse ambiente construído por muitos anos e sua reversão requer elevado esforço, por parte do governo e da sociedade brasileira", revela nota à imprensa do governo no site da SPE.

Enviar um comentário

0 Comentários