Filmes de Hollywood e a Programação Preditiva

1. Indústria da Cultura 
2. Hollywood como Indústria de filmes global 
3. O poder do cinema 
4. Coisas que Hollywood impulsiona 
5. O que é Programação Preditiva 
6. Temas recorrentes de programação preditiva


Indústria da Cultura

Os filmes são um dos meios de propaganda mais poderosos, nunca foram fontes de entretenimento. Além da propaganda de guerra, os filmes de Hollywood também preparam as pessoas para as mudanças que a elite planejou. 
Não são apenas os filmes, mas a indústria cultural em geral. Por Indústria da Cultura quero dizer o uso de diversas fontes de entretenimento para formar uma cultura dominante (uso de música, filmes, moda, videogames, romances, revistas, etc como armas culturais).
O termo indústria cultural foi cunhado pelos filósofos da Escola de Frankfurt, Theodor Adorno (1903-1969) e Max Horkheimer (1895-1973), e foi apresentado como um vocabulário crítico no capítulo “A Indústria da Cultura: Iluminação como Decepção em Massa”, do livro Dialectic of Enlightenment (1944), em que propunham que a cultura popular é semelhante a uma fábrica que produz bens culturais padronizados - filmes, programas de rádio, revistas, etc. - que são usados ​​para manipular a sociedade de massa em passividade. https://en.wikipedia.org/wiki/Culture_industry )

Hollywood como uma indústria cinematográfica global



Os filmes de Hollywood são assistidos em todo o mundo e cineastas locais copiam o que está sendo revelado por Hollywood. Hollywood é a melhor ferramenta de propaganda para criar uma cultura global. Apenas seis grandes estúdios de cinema (Universal Pictures, Paramount Pictures, Walt Disney Pictures, Columbia Pictures, 20th Century Fox) que fazem parte de seis conglomerados de mídia diversificada dominam Hollywood, cujas várias subsidiárias de produção e distribuição de filmes comandam coletivamente aproximadamente 80-85% da receita de bilheteria dos EUA. 
(Wiki fonte https://en.wikipedia.org/wiki/Major_film_studio )
O setor poderia ser definido como um oligopólio, com poucos (seis na atualidade) grandes players, todas as unidades de mídia de capital aberto e conglomerados de entretenimento, respondendo pela grande maioria do produto distribuído nos Estados Unidos e no mundo. Os estúdios de Hollywood, tanto nacional como internacionalmente, têm uma clara liderança nas bilheterias. Dados da Box Office Mojo ( http://www.boxofficemojo.com ) relatam que, no período 2001-2006, a participação de mercado dos seis estúdios de Hollywood (considerados dentro de seus conglomerados) foi em média de aproximadamente 80% ou mais no mercado cinematográfico dos EUA. (Amobi e Donald 2007a, p. 7). Também globalmente, os seis estúdios de Hollywood estão consistentemente no topo das paradas mundiais em aproximadamente o mesmo período, conforme relatado pelos dados da Show biz (http://www.showbizdata.com ). Em particular, a Warner Bros. ficou em primeiro lugar com 16,2% do faturamento global cinematográfico em 2007, Sony / Columbia Tristar em 2006 com 16,4%, Warner Bros. em 2005 e 2004 com 15,7 e 14,2%, respectivamente, e Buena Vista International, braço de distribuição do conglomerado Disney, em 2003 com 18,1%. No mesmo período de 5 anos, apenas uma vez havia um distribuidor afiliado não-americano ou não-hollywoodiano entre as 10 primeiras posições na fatia da receita bruta global de cinema (o ranking Toho japonês em décimo em 2006). 
A Glocalização Digital do Entretenimento por Paolo Sigismondi

O poder dos filmes

Os filmes podem inspirar, motivar ou até mesmo desmoralizar as pessoas em grande escala. Pense na última vez que você se perdeu mentalmente enquanto assistia a um filme, fascinado olhando para a tela, perdendo toda a noção de tempo e lugar, como acontece em um estado hipnótico. Esquecendo no momento que é tudo ficção e roteiro. Quase em estado de transe, assistindo a personagens fictícios sendo tocados por atores, você sentiu todas as emoções, se sentiu bem, zangado e horrorizado, as cenas e idéias permaneceram em sua mente. Você pode até ter pensado neles repetidas vezes. Você os discutiu mais tarde com sua família e amigos, mesmo anos depois de assistir a um filme. Isso mostra o quão poderosos os efeitos dos filmes podem ser. Fazer filmes é uma arte, a história está bem escrita, Todos os conceitos complicados são simplificados e a mensagem subjacente é comunicada muito bem. Muito pouco é realmente deixado para o espectador pensar durante o filme e ele ou ela assiste a todas as cenas enfeitiçadas. Ele não precisa parar para pensar em nada, porque tudo foi apresentado tão bem.

A técnica de usar o cinema e outras formas de arte como uma arma é muito antiga e tem sido usada desde os tempos antigos. Platão falou sobre o uso de artes para moldar a mente das pessoas em seu livro, a República. Platão aconselhou a censura de literatura para escolas e defendeu o controle da poesia, música, pintura, escultura e arquitetura. (Mind Control nos EUA por Steve Jacobson).
A arte é poderosa e, portanto, perigosa Poesia, teatro, música, pintura, dança, tudo estimula nossas emoções. Todas as artes movem as pessoas poderosamente. Eles podem influenciar fortemente nosso comportamento e até mesmo nosso caráter. Por essa razão, Platão insistiu que a música (especialmente a música), juntamente com a poesia, o drama e as outras artes, deveria fazer parte da educação dos jovens cidadãos em sua república ideal, mas deveria ser rigorosamente censurada. http://users.rowan.edu/~clowney/Aesthetics/philos_artists_onart/plato.htm )

Coisas que Hollywood impulsiona

Hollywood e a indústria cultural não é apenas sobre programação preditiva, promove ou impulsiona numerosas agendas. A glorificação da violência e a hiper sexualização têm sido suas agendas favoritas há muito tempo. Sexo e violência sempre existiram nos filmes. Além disso, eles impulsionam coisas como feminismo, eugenia, terrorismo, flexão de gênero, revisão histórica (falsas histórias de guerras mundiais, guerra do Vietnã, nativos americanos etc.), controle mental (especialmente há referência a MK Ultra e projeto Monarch), guerra de Propaganda, Recrutamento Militar. 
Filmes, vídeos de música, programas de TV, etc, têm muitas agendas para promover.

O que é programação preditiva?

De acordo com uma definição da wikipedia
A programação preditiva, um método teorizado de controle mental em massa, propõe que as pessoas sejam condicionadas, por meio de obras de ficção, a aceitar cenários futuros planejados. O pesquisador Alan Watt define esse fenômeno como “o poder da sugestão de usar a mídia de ficção para criar um resultado desejado”.
Essa definição por wiki não é muito detalhada, mas dá uma boa ideia.
A ideia da Programação Preditiva é simples, a população é preparada ou programada antecipadamente para as próximas mudanças com a ajuda da ficção. É um ato de engenharia psicológica das massas. Mudanças radicais seriam rejeitadas pelas pessoas e um processo de condicionamento é necessário para torná-las aceitáveis, esse condicionamento é feito indiretamente usando fontes fictícias como filmes e programas de TV. Desta forma, as pessoas são expostas às idéias e conceitos das mudanças desejadas, pois estão entrelaçadas nas histórias de filmes, programas de TV, videoclipes, romances, etc. Depois que isso é feito por um longo período de tempo, lentamente as mudanças são implementadas e se tornam a nova norma. Esse processo de projetar psicologicamente pessoas para o futuro com a ajuda de filmes e outras formas de entretenimento é chamado de programação preditiva. As pessoas são treinadas inconscientemente para as próximas mudanças sutilmente com a ajuda da ficção. É uma forma de controle mental. Porque a programação preditiva é necessária, é porque é difícil quebrar hábitos e costumes das pessoas, eles gostam de familiaridade e rotina. Você não pode simplesmente mandar as pessoas marcharem em direção a uma mudança. Primeiro você precisa deles para prepará-los.
Os futuros conceitos e idéias desejadas, como por exemplo o transhumanismo, estão presentes em toda parte na cultura popular. Todas essas idéias e conceitos estão embutidos na psique coletiva através da ficção. Eles já estavam presentes no subconsciente público antes de se tornar realidade.

É assim que funciona o processo de programação preditiva
1. Dessensibilizar (exposição) 
2. Repetição (condicionamento) 
3. Múltiplas plataformas para transmitir as mensagens (música, moda, romances etc.) 
4. Lenta e sistematicamente os conceitos são normalizados (condicionamento bem-sucedido) 
5. As pessoas aceitam as mudanças como normais e natural (resultado desejado)
Dessensibilizar - Expor o público através dos filmes a uma nova ideia ou conceito, por exemplo, fusão de seres humanos e robôs. Como ficção, as pessoas não se oporão a essa sugestão e a consideram uma fantasia simples. Com os filmes, você pode mostrar ao público qualquer conteúdo bizarro, absurdo e distorcido, porque afinal é tudo falso. As pessoas não reagem com força e assistem à censura. Eles não estão julgando nada, sendo levados a pensar que é apenas entretenimento inofensivo. Dessensibilização significa que o estado de choque e ansiedade foram resolvidos. As pessoas não sentiriam mais ou veriam a mudança como estranha, surreal, bizarra, absurda, repugnante e, em vez disso, se acostumaram a ela. Eles não se sentiriam mais perturbados ou inquietos. Também muita investigação não será realizada pelo homem comum, pois ele formaria idéias e crenças preconcebidas. Na verdade, ele estaria inclinado a pensar em favor das mudanças.
Repetição - A repetição começa a dificultar o conceito na mente do público. De alguma forma, criando um lugar permanente na mente subconsciente. Repetição significa condicionamento, mais e mais filmes mostram as mesmas coisas repetidas vezes. A mente do público é inundada com o conceito subjacente por décadas. (por ex.: Transhumanismo).
Outras formas de entretenimento, como videoclipes, programas de TV, revistas de moda, romances, quadrinhos, impulsionam os mesmos temas, os conceitos subjacentes estão presentes em todos os lugares e não são apenas os filmes. 
As pessoas se acostumam a ver as mesmas coisas ano após ano e através de diferentes mídias. Eles se tornam parte da psique coletiva. Eles se tornam como qualquer outra coisa normal. Após exposição bem sucedida durante um período de tempo, as alterações são apresentadas ao público. Ficção se torna Fato. As pessoas não reagem fortemente e não protestam de forma alguma. Como se tudo fosse uma progressão natural. Por exemplo, os cientistas estão defendendo abertamente e os governos estão planejando implementar uma série de mudanças transhumanistas, como o uso de soldados robóticos. (O Exército dos EUA está se voltando para soldados robôs https://www.bloomberg.com/news/articles/2018-05-18/the-us-army-is-turning-to-robot-soldiers ).
Teria tudo isso sido possível sem a ajuda da indústria cultural ? As pessoas teriam reagido da mesma maneira se não fossem condicionadas pela ficção Acho que não. As alterações são introduzidas primeiro através de filmes. Os conceitos e idéias são incorporados na linha da história. Os filmes são assistidos por programas de TV, desenhos animados, romances, histórias em quadrinhos etc. Depois de exposição suficiente através desses meios de entretenimento fictício, as mudanças são anunciadas publicamente e são geralmente aceitas pelas massas. As autoridades não precisam enfrentar muita rebelião e desaprovação, já que as massas já foram programadas para aceitar as mudanças.
Se as mudanças forem implementadas sem o condicionamento adequado, as pessoas se oporão a elas e as rejeitarão. Eles podem analisar claramente os perigos que eles possuem e como eles podem afetá-los. A agenda da elite seria interrompida. Portanto, um processo de condicionamento é essencial para realizar o consentimento público. 
Filmes não são apenas sobre entretenimento, mas também condicionamento gradual do público desavisado a certas idéias, conceitos e mudanças. Os filmes são ótimas maneiras de programar as pessoas e especialmente os jovens para uma visão específica do futuro. A brutalidade policial em filmes e programas de TV tornou-se realidade, o sistema de cartões de identificação biométricos é outro bom exemplo do uso bem-sucedido da programação preditiva.

Por que eles conseguem ?
Como as pessoas pensam que os filmes são todos sobre entretenimento para espectadores e dinheiro para os produtores, eles nunca param de vê-los, as pessoas nunca suspeitam que filmes podem ser usados ​​para programá-los. Se o partido nazista fabricasse ou financiasse um filme, as pessoas o boicotassem ou o assistissem com ceticismo, as pessoas não pensam da mesma maneira em relação aos filmes de Hollywood porque acreditam que elas são criadas sem nenhuma agenda e puramente por razões de entretenimento, ao contrário do que se acredita que os filmes de Hollywood foram usados ​​desde o início como veículos de propaganda e toneladas de informações que documentam claramente a conexão que a CIA e o Pentágono têm com os cineastas de Hollywood. Caso em questão
Após os ataques terroristas de 11 de setembro, o vice-chefe de Gabinete de George W. Bush, Karl Rove, convidou quase quatro dúzias da elite do poder de Hollywood para o Beverly Peninsula Hotel e pediu ajuda para angariar apoio à agenda política neocon, incluindo medidas de segurança interna e a guerra no Afeganistão e no Iraque. Após a reunião, filmes de guerra como Black Hawk Down, We Were Soldiers e Behind Enemy Lines foram levados às salas de cinema. https://www.theeuropean-magazine.com/guy-westwell–2/6354-film-as-propaganda )
Como o mito da neutralidade prevalece, a guarda das pessoas está em baixo e suas mentes estão abertas à sugestão. Como Hoffman diz que o discurso de vendas real começa quando as pessoas não podem ver o anúncio do propagandista. Eles não conseguem perceber que os filmes não são feitos apenas para fins de entretenimento, mas também por outras razões. A principal razão é programar as mentes dos espectadores para a aceitação de certas idéias e conceitos.

Temas recorrentes de programação preditiva

Abaixo estão alguns temas recorrentes (quais são as elites que programam a mente do público). 
Lembre-se de que alguns filmes podem ter mais de um tema. Como Matrix (Transhumanismo, Distopia, Nova Era).
Transhumanismo - Uma tendência comum desde os anos setenta. Embora o primeiro exemplo de um filme transhumanista possa ser de Metropolis lançado em 1927. Todos os conceitos transhumanistas estiveram presentes em filmes, coisas como andróides, fusão de humanos e máquinas, IA avançada, realidade virtual, borgs, clones, quimeras, Mente upload etc ter sido objecto de uma série de filmes, programas de TV, vídeos de música, revistas de moda e romances. Alguns exemplos de filmes que promovem esse tema são A Ilha, Lucy, Blade Runner, Exterminador do Futuro, Matrix e Transformers.

Desumanização - Hollywood tem estado ocupada produzindo filmes cheios de sangue e sangue. Fealdade está em toda parte no cinema e na TV, não é a arte sobre beleza ? A desumanização é uma arma de guerra. Estamos sendo desumanizados, isso significa que somos os inimigos. Estes filmes gore continuam retratando tortura impiedosa, assassinatos horríveis, mutilação, abuso e todos os tipos de conteúdo depravado e desprezível. Por que eles estão nos fazendo assistir tudo isso ? Estes filmes de sangue são feitos para uma agenda mais ampla para remover a humanidade e a empatia. As pessoas não se sentem chocadas quando vêem atos tão terríveis e sofridos na vida real. Eles são treinados para assistir a essa base de conteúdo consistente e se acostumar com isso. É como transformar pessoas em psicopatas sádicos, assim como as elites. Somos inconscientemente condicionados a ver os humanos como qualquer outro animal. A vida humana perdeu valor. Hollywood está tentando normalizar o anormal. Além de filmes como Jogos Mortais e O Albuergue, também temos videoclipes, programas de TV e até revistas de moda cheias de conteúdo desumano. O filme O Albuergue é bastante interessante, é sobre os anéis de tortura da elite. Esses anéis de tortura de elite existem na vida real ? Os criadores do filme estão secretamente tentando desviar nossa atenção para esse fato ?
Hollywood está ocupada expondo o público constantemente a cenas inquietantes de tortura, assassinatos cruéis, violência extrema, abuso horrível, controle da mente e tudo mais que é baixo e desprezível.
Por que criar filmes tão degradantes ? Para criar uma cultura degradada, parece. Eles realmente gostam de mostrar conteúdo gráfico que dará pesadelos ao público, quase uma forma de tortura psicológica. Eles estão fazendo tudo isso para preparar as pessoas para o próximo sacrifício planejado e não querem que as pessoas se identifiquem com alguém selvagemente morto pela polícia ou militares, para não dar uma segunda olhada na vítima, já que se acostumaram a assistir dez vezes mais coisas piores, isso é feito para remover a humanidade ? Eu acho que sim, boa maneira de preparar as massas para a próxima vida real 'gorefest' como lei marcial total será instituída. A violência e a tortura são tão realistas nos dias de hoje como a tecnologia continua a progredir, que parece quase como assistir a um filme de rapé. Talvez um dia viver a tortura e a morte se torne uma nova forma de entretenimento, como acontece no filme "Corrida Mortal", e assim como agora, as pessoas não terão problemas com isso no futuro. O mundo fictício do "Videodrome" infelizmente se tornou realidade.


Videodrome (1983) mostra a obcessão 
com o sexo chocante e gore tv show.

Filmes de Desastres - Outro tema recorrente é de filmes de catástrofes com todos os tipos de cenários de catástrofe, cataclismo e apocalípticos. Nestes filmes assistimos a todos os tipos de tragédias, incluindo surtos de doenças pandêmicas, desastres naturais como colisões de asteróides, terremotos, erupções vulcânicas, etc. Em reação a tudo isso, países inteiros e até mesmo o planeta inteiro entram em pânico e rompem depois disso. A falta de lei, o caos, a anarquia, o tumulto, a escassez massiva de alimentos e as mortes em massa tornam-se as novas normas. Exemplo - San Andreas, 2012, Contágio, Geostorm etc. (As elites vão desencadear esses desastres usando HAARP ou Biological Warfare no futuro?).
Distopia - Filmes ao longo deste tema estão em um cenário futurista e promulgam idéias como o estado mundial, sistema totalitário caracterizado pela polícia militarizada, vigilância total, pessoas precisam de um passe para sair de suas zonas fixas, todo mundo é drogado para suprimir emoções e pensamentos rebeldes, as pessoas são projetadas para o seu trabalho, engenharia genética, mesmo morto depois de uma certa idade, sem liberdade ou direitos apenas a obediência ao estado é aceitável. Sociedade altamente planejada com cartões de identificação biométricos, bancos de dados, eutanásia, formas de vida geneticamente modificadas, racionamento, controle de pensamento usando produtos químicos e drogas, Todos os tipos de métodos para controlar o público são usados. Até mesmo o ambiente natural mudou drasticamente e as pessoas são forçadas a viver em cidades subterrâneas, sem luz solar, ar contaminado, etc.Os filmes de Hollywood têm uma visão muito sombria do futuro.  Exemplos - Código 46, Gattaca, THX 1138, Equilibrium, Minority Report, etc.


Ocultismo e Nova Era - A invasão ocultista da indústria cultural não é algo novo, mas aumentou muito nos últimos tempos. A promoção ocultista é bastante evidente com Madonna se tornando uma praticante da Cabala. https://www.ibtimes.co.uk/kabbalah-strange-ancient-jewish-mysticism-that-madonna-popularised-1507927 )
Símbolos ocultistas, assassinatos rituais, até mesmo menções diretas a sociedades secretas, iniciações maçônicas e cerimônias ocultistas em filmes, programas de TV, videoclipes são agora bastante comuns. Muitos quadrinistas são ocultistas e codificam seus trabalhos com temas ocultos (Grant Morrison, Alan Moore, etc.). 
Não apenas quadrinhos, mas também filmes, videoclipes e revistas de moda estão repletos de simbolismo oculto. Até mesmo os prêmios de música se transformam em cerimônias ocultistas com performances de celebridades cheias de referências a conceitos ocultistas. 


Performance durante um show de premiação musical aludindo à iniciação maçônica
A simbologia oculta está em toda parte na cultura popular. Exemplo de alguns filmes com temas ocultos são Rosemary Baby, Olhos Largamente Fechados, Wickerman, From Hell.
A espiritualidade da nova era é exatamente o mesmo revivalismo oculto, segundo muitos pesquisadores.
Muitas das práticas ocultas e crenças revividas pelo NAM moderno faziam parte das primeiras culturas pagãs. Muitas práticas comuns ao MNA, tais como feitiçaria / feitiçaria, espiritismo, adivinhação (clarividência; ver o futuro), necromancia (consultar os mortos) e astrologia, são clara e fortemente condenadas nas Escrituras (Deuteronômio 18: 9-17; Isaías 47: 9-15). Essas e outras práticas ocultistas foram difundidas através das antigas religiões mágicas e misteriosas dos caldeus, egípcios e, mais notavelmente, da cultura assírio-babilônica. 
http://www.rapidnet.com/~jbeard/bdm/Cults/newage.htm )
Filmes famosos baseados nos ensinamentos da nova era incluem Matrix, Star Wars, 2001 - Uma Odisséia no Espaço e Avatar.
Filmes, videoclipes, revistas de moda, etc, estão cheios de símbolos ocultos. Por que a indústria do entretenimento é obcecada pelo ocultismo?
“A questão de controlar a humanidade com palavras esotéricas e símbolos codificados dentro de uma peça, um espetáculo de mídia ou um ritual é um dos mais difíceis para as pessoas compreenderem. É por isso que a maioria das pessoas é vista com total desprezo como “cowans”, “os profanos”, os “gentios” e os “goyim” (gado) pela sociedade secreta iniciam. ”- Sociedades Secretas e Livro de Guerra Psicológica de Michael A. Hoffman II

Artigo Original : https://endalltyranny.wordpress.com/
Tradução : Luis Cacio

Enviar um comentário

0 Comentários